Venha conhecer a sua comunidade...
Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009
Outeiro de Espinho
 
Em Junho festeja-se o seu padroeiro, S.António e é também conhecida como a festa dos pastores.

No dia da festa os pastores trazem os seus rebanhos e à volta da capela tentam que a última ovelha seja apanhada pela primeira de forma a formarem uma roda à volta da Igreja. O rebanho que for mais rápido a "pegar" ganha o prémio.   

   

 

Na Orca dos Braçais foram descobertos alguns artefactos de pedra lascada, núcleos lascados de silex, fragmentos de quartzo lascado e de quartzite, da mesma natureza esteróide de pedra, dois deles com sulco equatorial, que levam a acusar a existência do homem primitivo por estas terras.Foram ainda encontrados um peso de tear de granulito, martelo ou triturador de pedra, mó, fragmentos de pedra polida, machado-enchó de pedra polida, machado de pedra polida, fragmentos de vaso bem ornamentado, numerosos fragmentos de vasos de barro bis-terra calcinada da Orca.

A Quinta dos Carvalhais tem de longe um grande significado e importância nesta povoação. Em 25 de Julho de 1808, foi, a Quinta do Carvalhal, dada por Semião do Amaral Osório, fidalgo da Casa Real, como garantia pela pensão anual de 120 mil reis, para que seu filho fosse reconhecido como cadete de cavalaria de Almeida. Mais tarde veio a pertencer ao Sr. José Duarte Cabral e hoje é propriedade de um importante grupo económico, a Sogrape. A SOGRAPE, Vinícola Vale do Dão, tem aqui uma das adegas mais bem equipadas da Europa. A Quinta dos Carvalhais, como hoje é conhecida, muito contribui para a valorização desta povoação e consequentemente, da freguesia. Na época das vindimas é bem visível o movimento que, quer a adega quer a quinta, trazem a esta região. Recentemente, a SOGRAPE juntou à adega também a linha de engarrafamento.

 



publicado por Espinho 2009 às 00:00

Visite...

Abadia de Espinho

Água-Levada

Alcafache-Gare

Espinho

Gandufe

Outeiro de Espinho

Póvoa de Espinho

Vila Nova de Espinho

blogs SAPO